fbpx
Curtas para assistir aos domingos

Curtas para assistir aos domingos

Uma homenagem ao cotidiano, ou ao nada ou aos dias de domingo. Àqueles dias em que a gente só quer fazer algo que nos dê prazer, nem que seja fazer nada. Uma ode à escuta de um rap, à dança na sala, à invenção de histórias, ao caminho até a feira, aos cuidados com os cabelos e ao batuque, do qual pode brotar uma música ou a vontade de deitar na rede. Há tempos sou fã das dramaturgias de Gabriel e de Lincoln, mas só esse ano pude ouvi-los falar sobre a construção de suas personagens. Que delícia poder trocar sobre cinema no mesmo tempo que eles. O primeiro tem um ímpeto que me lembra Eduardo Coutinho, para quem era preciso "entender as razões do outro". Gabriel cria inspirado nas pessoas que vê no mundo, no ônibus, dá outra vida para elas. Lincoln busca no seu entorno, o bairro do Capão Redondo, suas personagens, e joga luz no cotidiano delas - em "Filme de domingo", por exemplo, acompanhamos a jornada dominical de uma família. Deleitem-se!

Camila Tarifa, curadora

Nada

Bia acaba de fazer 18 anos. O final do ano se aproxima e junto dele o ENEM. A escola e os pais de Bia estão pressionando para que ela decida em qual curso vai se inscrever. Bia não quer fazer nada.

Classificação Indicativa: 16 anos Duração: 27 minutos

Filme de Domingo

Domingo de sol na quebrada. Um tio babão, uma mãe zika, uma criança artista.

Classificação Indicativa: Livre Duração: 23 minutos

  • É roteirista, diretora de arte e diretora. Co-roteirizou o telefilme "Circo é...circo" para o SescTV. Trabalhou na equipe de arte de diversos longas e séries, entre eles "Feras" (2019) e "As melhores coisas do mundo" (2009). Foi diretora de arte de vários curtas-metragens, com destaque para "Portugal Pequeno" (2020), de Victor Quintanilha, e "azul vazante" (2018), de Julia Alquéres. Dirigiu e roteirizou o curta-metragem premiado MENINA SETA. Atuou também como curadora de roteiros no Festival Cabíria e no FRAPA (Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre); foi produtora e curadora do Cinefest Gato Preto entre 2015 e 2019. É professora de roteiro do Instituto de Cinema desde 2015; foi oficineira da 24ª Mostra de Tiradentes 2021. Graduada em cinema pela FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), é mestre em roteiro audiovisual pela EICTV (Escuela Internacional de Cine y Televisión em Cuba).

    Faça sua busca por aqui

    Pressione enter para realizar a busca ou ESC para sair

    Ao fazer seu login, você concorda com nossos termos e condições e nossa política de  privacidade.

    Ao criar sua conta no Curtaflix, você concorda com nossos termos e condições e nossa política de  privacidade.

    Todos os direitos Reservados 2021. Curtaflix